Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Como Aumentar as Plaquetas?

As plaquetas, também conhecidas como trombócitos, são células que compõem o nosso sangue. Elas são produzidas pela medula óssea e têm como principal função contribuir para a coagulação sanguínea. Por isso, é fundamental que nosso organismo tenha sempre a quantidade adequada de plaquetas

Em média, uma contagem ideal de plaquetas fica entre 150.000 e 450.000. Esses números são apontados no hemograma (exame de sangue) e precisam ser avaliados por um médico. Quando a contagem de plaquetas está baixa, é indício de que alguma doença ou mau funcionamento do organismo está provocando a queda na produção das células.

Felizmente, existem diversos métodos naturais para aumentar a contagem da plaqueta no sangue, além da transfusão de sangue, que geralmente ocorre em situações mais graves. Alguns alimentos, também, apesar de não interferirem diretamente na produção de plaquetas, podem ser ricos em nutrientes essenciais para a medula óssea, responsável pela produção de plaquetas. Conheça-os abaixo e saiba como aumentar a contagem de plaquetas naturalmente.

Aumentar as plaquetas naturalmente

Se você estiver com dengue, é normal que a contagem de plaquetas seja baixa, porque o vírus ataca o sangue. Infecções graves, patologias que acometem o baço, carência de vitamina K, anemia hemolítica e leucemia também podem causar a redução das plaquetas. Ademais, quem faz tratamento com quimioterápico corre o risco de ter a contagem baixa.

Por isso, quando a contagem está abaixo normal é fundamental que um médico faça uma análise completa para descobrir o que está causando o problema. Somente depois do diagnóstico correto é possível tomar as medidas necessárias para controlar o número de trombócitos no sangue.

Pode-se realizar transfusões sanguíneas, com o sangue do próprio indivíduo ou com o de outro doador, utilizar medicamentos, como corticosteroides e azatioprina. E, também pode-se usar a imunoglobulina. Porém, existe também a opção de utilizar tratamentos naturais, que envolvem certos alimentos que fornecem nutrientes para a medula óssea, local que produz as plaquetas.

Saiba como aumentar a contagem de plaquetas.

As plaquetas podem ser aumentadas utilizando certos alimentos nutritivos, como os ricos em vitamina K.

Mais ferro

Se a queda de plaquetas for ocasionada por uma anemia hemolítica, uma dieta rica em ferro pode ajudar bastante. Também, os alimentos ricos em ferro beneficiam a produção de hemoglobina. As carnes vermelhas são as melhores para a absorção de ferro pelo organismo. A principal carne recomendada para estas situações, devido à alta concentração de ferro, é o fígado de boi.

Além disso, é possível encontrar o mineral em vegetais como as folhas verde escuras, lentilha, goiaba e pimentão vermelho. Beterraba, aipo e cenoura também são indicados porque contém vitaminas do complexo B, que ajudam na formação do sangue.

Vitamina C

Os alimentos ricos em vitamina C também estimulam a produção de plaquetas. Com o organismo fortalecido, a tendência é que a quantidade de trombócitos no sangue volte a se normalizar.

Frutas cítricas como o limão e a laranja, morangos, acerola e kiwi são fontes da vitamina. Eles podem ser consumidos ao natural ou em sucos fortificantes. Uma boa dica é usar essas frutas juntamente com os vegetais que contêm ferro (agrião, brócolis e couve), porque a vitamina C favorece a absorção do mineral pelo organismo

Vitamina K

A vitamina K não é tão famosa quanto a C, mas tem papel importantíssimo na coagulação do sangue. Quando as quantidades ingeridas dessa vitamina são baixas, pode ocorrer, em consequência, a queda de plaquetas. Os alimentos que contém o nutriente são as folhas, como a couve, o brócolis, o espinafre, o repolho e e alface, dentre outros.

Assim, como pode-se perceber, é indicado que as pessoas com a contagem de plaquetas baixa consumam frutas e legumes. Assim,a  dieta deve ser balanceada, possuindo também proteínas magras e grãos integrais.

É recomendada uma alimentação balanceada e que priorize os nutrientes mencionados acima. E, além destes, também é indicado consumir bastante folato, a vitamina B9, que é necessário para a divisão celular, e ácidos graxos Ômega-3. Os alimentos que possuem estes nutrientes são laranjas, aspargos, espinafre, cereais, peixes, algas, nozes, etc.