Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Quais São os Benefícios da Folha de Algodão?

O algodoeiro é uma planta mais conhecida por fornecer o algodão que utilizamos na produção de tecidos, além de outras finalidades, como a utilização para limpar ferimentos e o seu uso nos curativos, além de ser usado para limpeza da pele, na remoção de esmalte da unha, etc. Porém, as folhas e raízes do algodoeiro também podem ser aproveitadas. De acordo com a medicina popular, as folhas de algodão são um excelente anti-inflamatório natural, além de possuir outras propriedades.

O nome científico do algodoeiro é Gossypium herbaceum. Ele pertence à família Malvaceae e estima-se que cerca de 40 espécies diferentes de algodoeiro podem ser encontradas em todo o mundo. A planta é do tipo arbustiva, possui folhas largas, flores amareladas e frutos com o interior felpudo (que dão origem ao algodão).

Com relação às origens do algodoeiro, o mais provável é que a planta tenha surgido na Ásia. Relatos de 500 a.C tratam do cultivo do arbusto no Egito, na China e na Índia. Aqui no Brasil, o mais provável é que o algodão tenha sido trazido pelos europeus por volta do século XVIII. Abaixo, confira todos os benefícios e as propriedades medicinais das folhas de algodão.

Quais os benefícios e propriedades medicinais?

Como mencionado acima, o Gossypium Herbaceum, cujo nome popular é algodoeiro, é comumente utilizado para a extração do algodão, sendo este produto usado para limpeza de ferimentos, produção de tecidos, dentre outros usos. Porém, o que muitos não sabem é que as folhas do algodoeiro também são extremamente úteis, servindo para a produção de chás ou tinturas.

Os indígenas da América do Norte utilizavas as folhas e raízes do algodoeiro para preparar medicamentos indutores do parto e também para estancar o sangue após o nascimento dos bebês. Já na China, a medicina popular atribui efeitos relacionados à fertilidade às sementes do algodão. Por isso, elas foram usadas como uma espécie de anticoncepcional para homens.

Um dos usos mais comuns do chá feito com as folhas do algodoeiro é para estimular a produção de leite em mulheres que estão amamentando. Após alguns dias de uso da infusão, mulheres relatam o aumento considerável na quantidade de leite produzida.

Além de aumentar a produção de leite, o chá de folhas de algodão ajuda na cicatrização dos pontos após o parto, seja ele normal ou cesariana. O chá pode ser ingerido ou aplicado no local, desde que esteja frio.

Algodoiero

Folhas e flor do algodoeiro

As folhas contêm diversas substâncias benéficas, como: furfurol, serotonina, óleos essenciais, resina, tanino, fenóis, ácidos orgânicos, vitamina E e fitosteróis. Elas possivelmente explicam os efeitos positivos observados popularmente, ainda que não existam estudos consistentes sobre as propriedades medicinais do chá de folha de algodoeiro.

Logo, de acordo com a medicina popular, o chá é indicado para estimular a produção de leite materno, controlar as hemorragias uterinas, cicatrização no pós operatório, inflamações no útero, ajudar na cicatrização de cirurgias, diminuir a produção de espermatozoides, regular os níveis do colesterol no sangue, reduzir o tamanho da próstata, tratar infecções renais, combater as dores do reumatismo e controlar o fluxo menstrual excessivo.

A maioria das propriedades medicinais do algodoeiro são obtidas por meio do chá das folhas. E, este chá pode ser preparado colocando duas colheres de sopa de folhas de algodoeiro em um litro de água. Depois, é preciso deixar ferver por cerca de 10 minutos, coar e beber morno pelo menos 3 vezes ao dia.

Como comentamos antes, não existem estudos que comprovem todos as propriedades listadas. Por isso, é importante tomar cuidado ao fazer uso do chá feito com as folhas de algodoeiro. Ele não deve ser consumido por mulheres que querem engravidar, pois a planta contém substâncias que dificultam a implantação do óvulo. Além disso, a ingestão do chá pode, em alguns casos, aumentar o fluxo sanguíneo durante o período menstrual. Se observar esse efeito, interrompa o tratamento.