Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Quais são os Benefícios da Cúrcuma? Como Usar?

Na hora de temperar os alimentos, o alho e a cebola lideram na preferência dos brasileiros, mas outros condimentos podem trazer benefícios diferentes para a saúde. Um desses temperos benéficos não tão populares é a cúrcuma, também conhecida como açafrão da terra ou açafrão tumérico. Ainda, no laboratório da USP de Piracicaba, onde os pesquisadores chamam a especiaria de “Ouro do Centro Oeste”.

A cúrcuma é uma planta da família do gengibre, vinda da Índia e do sudeste da Ásia, e que possui coloração amarela vibrante. O rizoma da cúrcuma, a parte mais interessante economicamente desta planta, é rica em curcumina e óleos essenciais. Devido às suas diversas propriedades medicinais, a cúrcuma é utilizada na medicina indiana há milhares de anos, para combater infecções bacterianas, resfriados, sinusites, diabetes, lesões, etc.

Quais os benefícios da cúrcuma?

A cúrcuma é uma planta que possui diversas propriedades medicinais importantes, que podem ser usufruídas por meio do consumo do rizoma, um caule rico em óleos essenciais e em corantes. A cúrcuma é antioxidante, anti-inflamatória, antibacteriana, antidiarreica, antiescorbútica, antifúngica, antiviral, diurética, além de possuir também outros usos.

Ainda, alguns estudos recentes comprovam que a cúrcuma é eficiente no tratamento da doença de Parkinson, Alzheimer e combate alguns tipos de câncer.

O foco dos estudos feitos em Piracicaba está no combate à depressão. A doença, segundo dados da OMS, atinge 4 pessoas no mundo a cada segundo. Por isso, a depressão é tida como o “mal do século”, exigindo dos cientistas descobertas capazes de tratar o problema.

No laboratório, os pesquisadores da USP de Piracicaba tê realizado testes em camundongos. As cobaias são divididas em grupos e submetidas a situações estressantes, que desencadeiam os sintomas da depressão. Com as investigações, notou-se que o uso da cúrcuma em um dos grupos foi capaz de reverter os sintomas depressivos nos camundongos.

Os estudos ainda precisam de mais testes, mas apontam para um efeito antidepressivo das substâncias contidas na cúrcuma. No futuro, os componentes poderão ser usados no preparo de medicamentos mais naturais para tratar a depressão. Porém, enquanto as pesquisas são feitas, o ideal é consumir a cúrcuma diariamente.

Cúrcuma

A cúrcuma se assemelha ao gengibre, mas tem o interior mais amarelo.

De acordo com os nutricionistas da USP de Piracicaba, é preciso consumir diariamente 1 colher (sopa) da cúrcuma para aproveitar os benefícios mencionados. Por isso, devemos criar o hábito de usar o condimento no preparo de temperos caseiros e acrescentar em quase todos os alimentos preparados.

Com o consumo diário, é possível aproveitar os benefícios da cúrcuma na prevenção da depressão. Assim, você evita que a doença apareça no futuro e ajuda a atenuar sintomas causados pelo estresse do dia. No início, o sabor forte da cúrcuma pode parecer estranho, mas nosso paladar logo se acostuma e as propriedades medicinais da planta valem a pena.

Ainda, a cúrcuma é um ótimo condimento para pessoas que possuem o colesterol alto, visto que esta planta reduz os níveis de colesterol ruim. Ademais, como a cúrcuma também é neuro protetora, a planta auxilia no combate a doenças que afetam majoritariamente o aspecto neurológico, como a doença de Parkinson e Alzheimer. Este mesmo efeito neuro protetor, além do anti tumoral, ajuda no tratamento de certos cânceres.

A cúrcuma também é sedativa, o que significa que pessoas que sofrem com estresse e ansiedade podem utilizar a planta para aproveitarem o efeito sedativo.

Como usar a cúrcuma?

A cúrcuma pode ser utilizada e preparada de diversas formas, como pela fervura do rizoma, infusão, tintura, pó micronizado, extrato seco, extrato padronizado e extrato fluido. E, o método de uso da cúrcuma depende do objetivo para o qual ela será utilizada.

Caso deseje instituir o consumo da cúrcuma no cotidiano, é recomendado usar o pó para temperar carnes, arroz, caldos e molhos. Mas, é importante mencionar que deve-se usar até 10 g/dia, para que efeitos negativos não sejam ocasionados.