Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Como Fazer um Chá para Diarreia?

A diarreia, também chamada de disenteria ou piriri, consiste no aumento de idas ao banheiro (evacuações) e quando as fezes tornam-se líquidas. A diarreia acontece por várias razões, mas as mais comuns são a gastroenterite, infecções por vírus ou bactérias, efeito colateral de alguma medicação ou alergia à alimentos, como intolerância à lactose. É comum também as pessoas apresentarem diarreia devido à questão emocional, o fato de ficar nervoso ou ansioso pode desencadear uma diarreia.

Diarreia associada à febre e cólicas intestinais deve ser tratada com mais cautela pois provavelmente é devido a alguma infecção e pode se estender por até uma semana. Também, se a diarreia apresentar sangue, o médico deve ser consultado. Entre as causas, a infecção por amebíase pode estar relacionada. Nos casos de giárdia, a diarreia é amarela, sem sangue, espumosa e com forte odor. Ainda, muitas mulheres possuem diarreia durante o período pré-menstrual.

Como pode-se perceber, existem diversas causas de diarreia e, na vida de algumas pessoas, este mal é até comum. Por isto, é preciso saber como lidar com tal situação e utilizar remédios naturais, como os chás, para diminuir os efeitos e também a frequência da ocorrência. O chá de pitangueira, sobre o qual iremos falar abaixo, por exemplo, é indicado para ser tomado nestes casos.

Receita Chá de Pitangueira

O chá de pitanga, que na verdade é um chá de pitangueira (Eugenia uniflora), por utilizar as folhas a árvore da Pitanga, é muito útil para diarreias causadas por fatores diferentes de infecções. O chá é recomendado pela ANVISA e para ser utilizado por adultos.

Este chá possui a substância pitanguina, que é utilizada para tratamentos caseiros  de diversas doenças. Por exemplo, a pitanguina é benéfica para tratamento de diabetes, febre, doenças do estômago, hipertensão, reumatismo, bronquite e doenças cardíacas.

Ingredientes: 

  • 3g (uma colher de sopa) de folhas de pitanga
  • 150 mL (uma xícara de chá) de água

Modo de Preparo: O processo para o chá de pitanga é a infusão. Para isso, leve a água ao fogo e deixe em ponto de fervura. Desligue o fogo e só então acrescente as folhas da pitangueira, deixando o recipiente abafado por alguns minutos.

Utilizar um cálice (aproximadamente 30 ml) do chá de pitanga logo após ir ao banheiro E, também, não ultrapasse o limite de 10 doses ao longo do dia.

Conheça os benefícios do chá de pitangueira.

O chá de pitangueira é benéfico para o tratamento da diarreia e doenças estomacais.

Outros tratamentos e mais sobre a diarreia

É importante mencionar que remédios para reposição da flora intestinal, como Floratil é uma boa maneira de tratar a diarreia, pois contém probióticos. Também, no caso de diarreia em cães, as causas e riscos são muito semelhantes ao dos humanos, e os cachorros como não sabem falar dependem da atenção e cuidado de seus donos. Se seu animal estiver com diarreia fique atento para que ele não entre em um quadro de desidratação. Procure sempre um veterinário.

O grande problema da diarreia é que ela causa a desidratação muito rapidamente. A pessoa deve tomar muito líquido, soro de preferência para ter a reposição de potássio, e em casos mais graves deve ser levado ao hospital para tomar soro na veia. Isotônicos como Gatorade também ajudam na reposição dos sais minerais.

Pessoas com diarreia devem se alimentar, mas evitar comidas que estimulam ainda mais a defecação, como frutas e verduras com muitas fibras, comidas gordurosas, bebidas alcoólicas, café e derivados do leite. Prefira comer canja de arroz, banana cozida, torradas e biscoito de polvilho. Chás de hortelã e camomila e erva-doce podem ser consumidos, desde que com pouco açúcar e sem adoçante à base de sorbitol.

Bebês, crianças, mulheres grávidas e idosos devem procurar atendimento médico, pois o risco de desidratação é rápida. E pode ser que seja necessário o uso de antibióticos. Se a diarreia estiver associada com episódios de vômitos, a desidratação é ainda mais rápida. Para diarreias agudas, siga essas recomendações, se a diarreia é crônica, é necessário uma investigação.