Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Chá de Sementes de Melancia Para Impotência, Circulação e Pressão Arterial

Não há no Brasil, quem duvida dos benefícios à saúde, trazidos pelo consumo de frutas e verduras. Em virtude da preocupação cada vez maior com a saúde, o bem estar e a aparência, algumas frutas vem galgando posições  relevantes na alimentação diárias de muitas famílias. A melancia, sem dúvida ocupa um lugar de destaque, principalmente por conta das dietas detox. Além de muito saborosa e refrescante, a fruta possui poucas calorias, sendo um poderoso diurético e  hidratante natural.

Possui propriedades antioxidantes, que eliminam toxinas combatendo o envelhecimento precoce e melhorando o aspecto da pele, graças a ação de uma substância denominada licopeno. Ainda, uma fatia de 100 gramas de melancia possui apenas 32 calorias. A fruta é rica em ácidos graxos, fósforo, ferro, potássio, vitamina A, tiamina, riboflavina, niacina e ácido arcórbico. A novidade no entanto, fica por conta da utilização das sementes de melancia no combate à hipertensão, impotência sexual e problemas de circulação. Saiba mais sobre isto abaixo e quais receitas usar.

Receita Chá de sementes de melancia

Primeiramente, separe as sementes de melancia, lave-as em água corrente, utilizando uma peneira, até que percam a viscosidade característica da fruta. Deixe secar e desidratar por no mínimo 20 horas, em local seco e arejado e longe da exposição direta aos raios solares. No dia seguinte, prepare o chá, usando:

  • 2 Colheres das sementes desidratadas
  • ½ litro de água mineral ou filtrada

Modo de fazer: Leve a água ao fogo até atingir o ponto de fervura. Desligue o fogo acrescente as sementes. Tampe o recipiente e deixe descansar por aproximadamente 10 minutos. Consuma a seguir.

Sementes de Melancia

As sementes de melancia proporcionam diversos benefícios ao indivíduos.

O chá deve ser feito sempre em doses únicas e ingeridos logo que preparados, evitando alteração de sabor e perda de propriedades essenciais que garantem a eficiência do produto. O chá não tem contraindicações e pode ser consumido em pequenas doses várias vezes ao dia, como fonte auxiliar nos tratamentos de hipertensão, impotência sexual e problemas de circulatórios.

Vale lembrar, no entanto, que remédios caseiros não substituem, em nenhuma hipótese o tratamento médico, salvo sob orientação deste profissional.

Benefícios

As sementes, desprezadas até então, por conta de uma substância chamada cucurbocitrina, possuem propriedades vasodilatadoras, que estimulam a circulação do sangue no corpo e suas características diuréticas, combatem a   retenção de líquidos, eliminando os inchaços nas pernas, braços nas regiões abdominais e toráxicas, responsáveis por dores, desconfortos e aumento repentino de peso. O uso das sementes também é recomendado para o tratamento de problemas renais, reumatismo, gota e dietas de emagrecimento.

Quando torradas e aplicadas em feridas, as sementes de melancia aliviam a dor. Ricas em lipídios, quando trituradas, são utilizadas como emulsão emoliente, auxiliando no tratamento de inflamações das vias urinárias.
Em algumas regiões do País, são utilizadas no preparo de uma bebida utilizada como vermífuga e diurética, chamada de orchata.

Ademais, a melancia, em seu total, também é hidratante, pois é uma fruta composta por 92% de água. Também, a melancia é extremamente nutritiva, possuindo 21% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de vitamina C, 18% da IDR da vitamina A, 5% da IDR do potássio, 4% da IDR do magnésio e 3% da IDR de vitaminas B1, B5 e B6. Também, possui licopeno, um tipo de carotenóide que se transforma em vitamina A. E, o licopeno ajuda a diminuir o risco de câncer do sistema digestivo.

Por fim, a melancia também melhora a saúde do coração, reduzindo o risco de derrame e ataque cardíaco, pressão arterial e os níveis de colesterol. O licopeno, como citado acima, ajuda a diminuir o colesterol, a pressão sanguínea e o dano oxidativo. Ainda, esta substância reduz a rigidez e a espessura das paredes das artérias, o que previne outros problemas cardíacos.