Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Como Preparar Chás Corretamente e Aproveitar Seu Potencial de Cura?

Muitas pessoas consomem e preparam chás, mas ainda não compreendem como deve-se fazê-lo para realmente aproveitar todo o potencial de cura das bebidas. É imprescindível ter atenção não só com o preparo, mas também com a frequência de ingestão, dentre outros elementos que influenciam o resultado que os chás irão ocasionar. Por isto, se você adora chás e acredita no potencial curativo deles, fique atento no modo de preparação e consumo para tirar o maior proveito medicinal e não sobrecarregar seu organismo.

Como tomar chás corretamente?

A frequência que devo tomar chás

Quando trabalhamos com chás seu principal uso é de modo preventivo. Ingerimos ervas medicinais de forma regular para auxiliar o organismo a combater possíveis doenças que já estejam alojadas ou para evitar as que venham se alojar. Porém, como sugere as boas práticas alimentares, deve-se consumir moderadamente.

O ideal é consumir o chá escolhido de 7 a 10 dias, no máximo. Após esse período escolha outra planta para continuar o tratamento preventivo, ingerindo-a também de 7 a 10 dias. E assim consecutivamente.

Assim como as quatro fases da lua cumprem seu ciclo e recomeçam, defina quatro plantas que podem auxiliar no tratamento e prevenção. Use cada planta durante uma semana, cumprindo o ciclo mensal. Após um mês, pode recomeçar a utilizar a primeira planta escolhida.

Chás

Os chás devem ser ingeridos corretamente.

Para o tratamento com chás é recomendado ingerir durante 15 dias ao máximo. Podendo igualmente ser intercalado com outros chás. Também se recomenda ingerir o chá até 24 horas depois de preparado.

Mescla de chás

Algumas pessoas se perguntam se é possível mesclar os chás. Sim, você pode mesclar os chás, inclusive existem muitas plantas que tem propriedades parecidas e que podem se complementar.

O problema de mesclar chás é quando misturamos muitas ervas sem conhecer seus princípios ativos e para que servem. Por exemplo, a erva-mate , usada para chimarrão, tererê e chá-mate é uma planta que possui tantas propriedades que se mesclada com outras pode acabar perdendo alguns benefícios.

Também costumamos acrescentar açúcar ou adoçante, o que deve ser evitado ao máximo. Pois diminui consideravelmente o potencial curativo da planta. Opte por mel e lembre-se de agregar apenas quando o chás estiver em temperatura ambiente.

Chás comuns que podem ser tóxicos

Quando vamos ingerir algum alimento é importante conhecer a sua origem e seus princípios. Pesquisar sobre os benefícios e contra indicações é muito importante para evitar imprevistos. As vezes, inclusive, a consulta com um especialista.

Algumas plantas são conhecidas por ser tóxicas, como a arruda, losna, boldo falso. É importante saber a quantidade a ser ingerida e como prepara-las, pois a verdade é que são medicinal e possuem alum grau de toxidade. Algumas pessoas também podem ser mais sensíveis que outras.

Igualmente como a cafeína e bebidas alcoólicas, os chás também podem sobrecarregar o fígado, por isso é preciso ter atenção ao consumo moderado e consciente.

Formas de preparar os chás

O chá é feito conforme o tipo de erva que você utiliza. Os chás feito por infusão, devem ser de folhas e flores e têm o intuito de extrair substâncias ativas da planta. O modo de preparo se dá através de ferver a água, adicionar a planta desejada desligando o fogo e tampar ou não o recipiente. As folhas que contém muito óleo na sua composição não devem ser tampadas.

A tisana é muito parecida com a infusão, porém ao invés de desligar o fogo, deixa-se a planta cozinhar por no máximo 5 minutos. Filtra-se e possui o aroma, sabor e propriedades mais exacerbadas que a infusão.

O método de decocção é mais utilizado para raízes, cascas e talos. Se trata de deixar ferver juntamento com a água, algumas plantas podem levar até 30 minutos de cozimento. É importante picar bem e reduzir o tamanho da planta ao máximo.

Já a maceração, é um dos melhores métodos, porém requere mais tempo de preparo. Entre 6 e 24 horas, dependendo do tipo de planta. Se amassam as plantas, coloca-se água filtrada e deixa-se descansar.

Como tirar melhor proveito dos chás

Primeiramente os chás devem ser feitos com amor e atenção. Saiba como prepara-los para que não percam suas propriedades, identifique as melhores ervas para seu organismo e tenha cuidado com os produtos industrializados.

O ideal é que os chás sejam orgânicos ou frescos, para evitar que venham carregados com toxinas e venenos. Indica-se consumir os chás entre as refeições para serem melhor absorvidos pelo organismo. Eles também podem ser utilizados em compressas, gargarejos, banhos de assento, entre outros.

Beba sempre chás frescos e mornos, tenha cuidado com chás quentes e chás preparados com mais de 24 horas. E, lembre-se que a moderação é a chave para uma vida saudável.