Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Quais são os Benefícios da Physalis?

A physalis é uma fruta considerada exótica e é encontrada no mercado a preços elevados, embora seja uma planta que antes era rotulado como inço. Na região norte e nordeste do Brasil, ela é comum nos quintais e algumas espécies são nativas da região sul do país. Ela é uma planta rústica, não exige muitos cuidados e a única praga que pode ataca-la é facilmente removível com óleo mineral, não apresentando grande ameaça. Ademais, desenvolve-se bem em regiões quentes, mas tolera o frio.

A fruta é rica em vitaminas A, C, fósforo e ferro, e antioxidantes, purifica o sangue e fortalecer o sistema imunológico. A melhor forma de consumi-la é em natura ou em sucos. Esta fruta, como pode-se imaginar proporciona diversos benefícios para os seres humanos, devido aos nutrientes que oferece. Abaixo, confira quais são os benefícios da Physalis, detalhadamente.

Benefícios da Physalis

Prevenir doenças

Por ser rica em carotenoides, bioativos funcionais, ela é capaz de prevenir doenças, como cegueira noturna, catarata e até câncer. Ela auxilia a controlar o sistema de defesa do organismo, podendo ser utilizada para doenças autoimunes e para diminuir possíveis rejeições em transplantes de órgãos, também é ótima para tratar alergias, pois impede que os glóbulos ataquem os novos integrantes do sistema.

As fisalinas, que fazem parte da sua composição, possuem um efeito antitumoral, impedindo que as células cancerígenas se multipliquem. Alguns estudos científicos revelam que pode combater alguns tipos de câncer e agir como antiviral, impedindo a proliferação de vírus da gripe, herpes e HIV tipo 1.

Physalis

A Physalis proporciona diversos benefícios para o organismo, além de ajudar no combate de doenças.

Alzheimer

As substâncias da physalis podem ser utilizadas como medicamentos fitoterápicos para o combate ao Alzheimer, pois pode estimular a produção de novos neurônios no hipocampo, a região do cérebro que está associada à memória. Com esta produção de novos neurônios, é possível surgir novas conexões entre as célula, revertendo à perda da memória.

Ela também esta sendo estudada para o tratamento de reversão da morte neural, o que afeta não somente o Alzheimer, como também é muito comum em pacientes depressivos. A sua propriedade neurogênica pode proporcionar à elevação de capacidades racionais e de memória.

Outras doenças

Para alívio de dores de garganta e inflamações gerais , comprovou-se que a fisalina pode ser 30 vezes mais potente que qualquer outro anti-infamatório já comercializado.

Os frutos ajudam a diminuir as taxas de colesterol, o que pode ser ótimo para a diabetes, mas deve ser ter cuidado com a glicose, já as suas folhas e raízes podem ser consumidos em chás no combate à diabetes, a planta por ser diurética, elimina toxinas e a retenção de líquidos, auxiliando no eliminação de açucares no sangue.

O extrato de raízes, folhas e caules  tem ação antibacteriana e tem efeito relaxante, pelo teor de flavonalioides, que também auxiliam a acabar com a fadiga mental. Os princípios ativos da physalis, como a fisalina, higrina, tropeína, proteína e vitaminas A e C, fazem com que a planta seja considerada um tônico, trazendo saúde para fígado, baço e intestinos.

Como é feito o cultivo da Physalis?

A physalis é uma planta rústica, extremamente fácil de cuidar  e com uma produção anual muito interessante. Ela pode ser produzida em vaso, quintal ou hortas. É de porte arbustivo, e possui um ciclo rápido, podendo chegar a 2 metros de altura. Não é muito exigente com climas e solos.

Como as semente ainda não são híbridos e transgênicas, basta comprar os frutos e semear as suas sementes. Elas possui alta taxa de germinação e  até podem se tornar invasoras, pois vão espalhando sementes por todo lado. Você também pode comprar mudas prontas, ela sobrevivem ao transplante e são muito fortes.

Para estimular sua floração, se recomenda colocar cascas de banana no pé da planta. Ela pode dar frutos até 3 vezes ao ano. Opte por produtos orgânicos e de produção local. Lembre-se de prezar pelo equilíbrio, evitando excessos.