Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Semente de Chia- Conheça os Cuidados e as Contraindicações

Existem alimentos que fazem muito sucesso por causa de suas propriedades medicinais, mas pouco se fala sobre os cuidados exigidos no consumo. Esse é o caso da chia (Salvia hispânica), que ganhou fama devido aos seus benefícios. Ela é considerada como uma semente que possui propriedades emagrecedora e, além disso, pode ajudar na redução dos níveis do colesterol e do triglicérides, no controle da pressão arterial, na prevenção do diabetes e outros problemas de saúde.

Porém, apesar da extensa lista de propriedades, é preciso ter cautela ao ingerir a semente de chia. Este alimento possui grande habilidade de absorção de água, podendo causar obstruções. Também, pessoas que possuem intestino irritável, diabetes, pressão baixa, consumem anticoagulantes ou são hemofílicas devem tomar cuidado com o consumo desta semente.

Cuidados com a chia

Após a popularização da semente, um grande número de pessoas acabou no hospital por comer a chia seca. Ela é tem um potencial impressionante para absorver líquidos. Por isso, pode expandir o equivalente a 7 vezes o seu peso. Quando a semente incha, causa obstrução intestinal em vários consumidores desavisados.

De acordo com o site Diário de Biologia, um paciente de 39 anos correu sério risco após comer a chia seca. Ele engoliu cerca de uma 1 colher cheia da semente e depois bebeu um copo de água. Assim, as sementes se expandiram no interior do esôfago, impedindo o paciente de engolir alimentos e até mesmo saliva.

Semente de Chia

Conheça as contraindicações para o consumo da chia

A chia precisa ser hidratada antes do consumo. Para que ela não absorva os líquidos contidos no nosso organismo, é importante deixá-la imersa numa porção de água até que se expanda totalmente. Do contrário, a ingestão poderá causar um oclusão. Vários especialistas alertam para esse risco, mas nem todo mundo que se interessa pelos benefícios da chia conhece também os cuidados que a semente exige.

Ainda, segundo Rebeca Rawl, responsável pela pesquisa intitulada O impacto da semente de chia no esôfago, algumas pessoas devem evitar consumir a chia.

Pessoas com pressão alta: Quem tem hipertensão e faz uso de medicamentos para controlar o problema pode acabar com a pressão baixa demais se comer chia juntamente com o tratamento. Logo, é preciso ter cuidado com o consumo e o indivíduo com hipertensão deve observar se está sentindo muito cansaço, sono, dentre outros sintomas de pressão extremamente baixa.

Pessoas com pressão baixa: O mesmo pode acontece com pessoas que tem apressão baixa. Como a chia diminui a pressão arterial, os hipotensos, ao consumir a semente, podem sentir sintomas como cansaço, sono e dor de cabeça. Isso porque a semente irá diminuir ainda mais a pressão sanguínea.

Pessoas que utilizam anticoagulantes: Nos casos em que uso de medicamentos anticoagulantes é necessário, a chia fica contraindicada. Como ela contém em sua composição cerca de 18% de ômega 3, um anticoagulante natural, ela pode potencializar o efeito do tratamento, causando hemorragias.

Logo, seguindo esta mesma lógica, a chia também deve ser consumida com moderação ou até mesmo evitada pelos indivíduos que possuem hemofilia.

Pessoas com diabetes: A cia possui fibras solúveis que, junto aos alimentos, proporcionam um retardo maior no esvaziamento do estômago e, devido à isto, uma demora maior na absorção de glicose pelo sangue. Assim, em conjunto com a medicação usada pelo paciente, pode levar à hipoglicemia, por causa da queda da glicemia.

No caso dos diabéticos, a chia não é totalmente contraindicada, mas deve ser consumida com muito cuidado, para que não ocasione a hipoglicemia.

Quais são os benefícios da chia?

Caso não se enquadre nos casos acima, é muito indicado consumir a chia, visto que esta semente é muito nutritiva, possuindo proteínas, ômega 3, magnésio, manganês, fibras, antioxidantes e cálcio. E, em dietas, esta semente também pode ocasionar saciedade, sendo incluída em saladas, arroz, etc.

Ademais, a cia também promove a desintoxicação do organismo, redução de ansiedade e estressa, além da diminuição do colesterol e triglicérides. Ainda, a chia também ajuda a prevenir o envelhecimento precoce, a diabetes e doenças cardiovasculares, além de fortalecer os músculos.