Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Quais São os Benefícios do Alho?

Em 2013, o infectologista Esper Kallas, em entrevista ao programa Fantástico, exibido aos domingos na Rede Globo, afirmou que vários produtos naturais, como o mel, o limão e o alho não têm efeito real no tratamento da gripe. Assim como ele, muitas pessoas também não acreditam nas propriedades terapêuticas dos medicamentos naturais.

Mas a declaração do especialista vai de encontro a uma série de pesquisas que mostram que alguns alimentos e ervas atuam sim, de forma benéfica em nosso organismo. No caso específico da gripe, não existe um medicamento eficaz, que acabe com a doença rapidamente, mas sabemos que produtos naturais podem amenizar os sintomas da doença e fortalecer o sistema imunológico para que ele consiga agir contra o vírus. Além disso, esses alimentos ainda podem ajudar na prevenção da gripe, pois fortalecem o sistema imune, não deixando que os vírus cheguem a infectar o organismo.

A fim de esclarecer essa questão, hoje mostraremos o que dizem os estudos científicos sobre as propriedades medicinais do alho, um dos medicamentos naturais mais usados contra gripes e resfriados.

Propriedades Terapêuticas do Alho

O alho contém uma série de nutrientes essenciais para o organismo humano, dentre eles estão o fósforo, selênio, vitamina C, cálcio, ferro e proteínas. Além disso, o alimento também conta com diversos componentes fitoquímicos, com funções antioxidante, bactericida,  antialérgica, cardioprotetora, antiviral, imunoestimulante, dentre outras. Devido a essas substâncias, o alho pode ser considerado como um alimento funcional, ou seja, capaz de prevenir e combater problemas de saúde.

Um estudo realizado pela Universidade de Brasília (UnB) em parceria com a Embrapa revelou que a alicina, substância encontrada no alho, auxilia no controle das taxas do mau colesterol e diminui o risco de infarto agudo no miocárdio. O teste da substância foi feito com cobaias e, por isso, não existem números conclusivos a respeito do uso do alho por seres humanos. É importante destacar ainda que outras pesquisas apontam para os benefícios do alimento no combate aos problemas cardiovasculares.

Alho

O alho possui diversas propriedades benéficas.

O consumo de alho também ajuda a prevenir alguns tipos de câncer. Pesquisadores chineses acompanharam diversas pessoas e concluíram que aquelas que comiam mais alho tinha até 50% menos chance de desenvolver câncer de estômago. O Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos também investigou as propriedades do alho e observou que suas substâncias protegem o organismo contra o câncer, sobretudo gástrico.

O alho é um alimento que possui propriedades anti-inflamatória, de forma que combate as doenças respiratórias. Também, combate vírus, bactérias e fungos, pois é rico em alicina. E, combate o câncer de cólon, devido à presença dos sulfuretos de alila. Ainda, previne a aterosclerose, visto que reduz o colesterol alto e os triglicerídeos.

Como pode-se ver, o alho possui diversas propriedades. É indicado consumi-lo para aumentar o sistema imunológico. Assim, o indivíduo fica menos propenso a contrair doenças.

Como consumir o alho?

O alho é muito consumido como tempero para os alimentos. O seu consumo diário dessa forma já ajuda a aproveitar todos os seus benefícios para a saúde. Mas se você quiser potencializar os efeitos do alho na sua saúde, pode ingerir um dente de alho pela manhã, picado em pedaços bem pequenos. Basta colocar em um pouco de água e beber, como se fossem pequenos comprimidos.

Para evitar gripes e resfriados, ou amenizar os seus sintomas, pode-se usar um dente de alho macerado, junto com o suco de meio limão e um pouco de mel. Pode-se tomar uma colher dessa mistura três vezes ao dia, como se fosse um xarope. Veja também nossas receitas de xarope de alho e chá de alho.

Porém, a forma mais comum de consumir o alho é nos alimentos. Pique-o e adicione-o em arroz, feijão, carnes, dentre outros preparos. Assim, seu consumo é muito mais frequente.